Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ÁGUASDOLUSO

BURRIQUEIROS,OS QUE TOCAM OS BURROS...

ÁGUASDOLUSO

BURRIQUEIROS,OS QUE TOCAM OS BURROS...

28
Nov21

ESTACIONAMENTO

Peter

DSC_0576.JPGUm estacionamento fora de portas que não serve o Luso, quando esquece que os autocarros  devem ter  saída rápida  e não  para o centro neválgico da  localidade. 

Aqui temos uma fotografia relativa ao novo estacionamentp na entrada do Luso recentemente inaugurado. Esta obra teve 15/20 anos de espera para ser feita e na sua primeira abordagem , pelo estudo feito , incluia o arranjo de todo  o painel frontal entre o Hotel Serra , a estrada 234 e a avenida do Castanheiro. Esse arranjo previa o ajardinamento das duas encostas com a inclusão  dum anfiteatro e uma inserção  na própria Avenida do Castanheiro, um recanto da estância termal completamente. ao abandono. Também uma saída do estacionamento teria de ser encontrada para evitar que os pesados saissem para o centro do Luso como veio a acontecer. Como se vê e verá futuramente, os lugares conseguidos servirão o centro de Saúde e a Igreja Paroquial , e não o turismo ou a estância termal. Obrigar o visitante  a ser peão até chegar á fonte é um erro crasso a juntar ao desarranjo da Quinta do Alberto, mais uma brincadeira municipal  feita pela ignorância dos eleitos em relação ã  terra e á sua actividade. O parque de estacionamento central , destinado a trazer o turista, era e é no espaço da Quinta do Alberto, visto não haver outro disponivel. Para esta adaptação, e  as termas tem canais e apoios próprios na comunidade europeia para resolver estes problemas, há que  retirar do terreno a plantação de eucaliptos, propriedade do municipio que está sobre as nascentes  e substituir o coberto florestal com espécies nobres , em simbiose com estacionamento para ligeiros  dentro de um projecto que  arraste a barreira do largo do Casino para uns bons metros atrás e liberte a rua do forno para um acesso capaz.

DSC_0543.JPGUm parque há quatro anos fechado aos visitantes   e completamente ás escuras  sem iluminação durante anoite. Que municipio é este afinal que náo tem capacidade para gerie as estruturas que lhe são entregues?

A barreira que  o executivo anterior fez no centro das termas, é uma  mais um insulto á freguesia  que continua a não ter na edilidade eleitos do Luso. Este abandono  da peixaria  politica que tem tido o centro de poder  afastado das termas , onde se inclui o posto de turismo da sede do concelho, insulto e anedota deve mudar de paradigmas.O agora  estacionamento  aberto e fotografado acima , se for utilizado por autocarros , vai obriga-los a sair do Luso metendo-os num centro afunilado e provocar na época termal  de condicionamentos incontornaveis. Não sabemos  que foi o autor ou os autores destas obras inuteis , onde se gasta o erário público sem noção do que se faz. De resto, o Luso tem sido arredado do executivo municipal pelos mesmos tomadores do poder, os que se julgam os eternos  "salazares" que criticaram. A obra feita, quer quanto ao Luso ou ao concelho,  não deixa antever grande mudança, pois o estilo paroquial conservador  é o mesmo que há alguns anos se agarrou ao poleiro local. Oxalá me engane!

 

   

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

bandeira

badge

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub